central de atendimento: 018 3223 9090 | 018 99662 9099

Calendário de pesca 2023 e 2024: veja como se planejar

Um homem pescando na beira do rio.

O calendário de pesca é um instrumento que ajuda muitos pescadores a se planejarem. Ele envolve os períodos de Piracema, nos quais a pesca fica proibida em diferentes estados, e também a previsão das luas.

Pescadores experientes sabem que diferentes condições podem influenciar no resultado da pescaria, até mesmo a temperatura da água, o que muda de acordo com os meses e as estações do ano.

Para lhe ajudar, trouxemos as principais informações que devem constar no seu calendário de pesca. Confira!

O que é e para que serve o calendário de pesca?

O calendário de pesca é uma espécie de planejamento que o pescador pode fazer para orientar suas pescarias. 

Nele, você pode adicionar o período de Defeso nas bacias hidrográficas que deseja pescar, as luas mais indicadas de acordo com as espécies e também as melhores épocas do ano, considerando as características dos peixes e a temperatura das águas.

Confira as dicas de tudo o que você precisa saber para montar o seu calendário de pesca 2023 e 2024.

Quando abre a pesca em 2023 e quando fecha a pesca em 2024?

A Piracema, também chamada de “defeso”, é o período em que a pesca fica proibida em inúmeras bacias hidrográficas, porque é a época de reprodução de diversas espécies, ajudando, assim, na preservação da fauna.

Cada estado tem dias diferentes para abertura e fechamento da pesca.

Em São Paulo e no Mato Grosso do Sul (Pantanal), por exemplo, a Operação Piracema está prevista para iniciar em 2 de outubro de 2023 e terminar em 1 de fevereiro de 2024.

Ao longo dos meses, os demais estados deverão também anunciar o período de piracema, que acontece relativamente próximo a essas datas.

O que está proibido na Piracema

Durante o período, de acordo com a lei federal, é proibido realizar a pesca em lagos e rios. 

Não podendo ser realizada a captura, o transporte e o armazenamento de espécies nativas (nem mesmo daquelas usadas para fins ornamentais).

No período ainda é vetado o uso de materiais perfurantes como arpão, arbalete, fisga, bicheiro e lança.

Quem for pego pescando durante a Piracema pode pagar multa, ter seu material apreendido e responder judicialmente por crime ambiental, sendo que a inspeção dos pescadores é feita pela Polícia Ambiental.

O que pode durante a Piracema

Durante a Piracema é permitido:

  • Pescar em áreas não restritas, na modalidade desembarcado e usando linha de mão, caniço simples, vara de pescar com molinete ou carretilha;
  • Capturar e transportar peixes, nas áreas não restritas, sem limite de cota para o pescador profissional e com cota de 10kg mais 1 exemplar para o pescador amador (no ato da fiscalização).

As áreas não restritas variam de acordo com cada bacia hidrográfica. Por isso, é importante verificar no decreto que instaura a Piracema na área onde você deseja pescar.

Quais as melhores luas para pescar?

Quando estiver montando seu calendário de pesca, não se esqueça de analisar as fases da lua. Afinal, elas podem influenciar nos hábitos alimentares dos peixes e nos seus padrões de movimento.

De acordo com os pescadores, existem algumas luas que são mais indicadas para a pescaria, como a lua cheia e a lua minguante.

A melhor lua para pescar de noite

As melhores luas para pescar à noite são a lua cheia e a lua minguante.

A lua cheia é indicada para quem pesca no mar, já que a fase oferece mais luminosidade. É também nesse período que os peixes costumam estar com o metabolismo acelerado, e, portanto, mais agitados em busca de comida.

A lua minguante também oferece boa luminosidade e movimentação das águas, tornando os peixes mais ativos em busca de alimentos, subindo mais à superfície.

As piores luas para pescar

A pior lua para pescar é a lua nova, porque existe pouca luminosidade e os peixes costumam ficar em águas mais profundas, com metabolismo mais calmo. O mesmo acontece com a lua crescente, também não sendo recomendada para a pescaria. 

Qual o melhor mês para pescar?

Não existe uma resposta padrão para essa pergunta, já que definir o melhor mês para pescar envolve, sobretudo, a especificação do tipo de peixe e do local onde você pretende pescar.

Como o Brasil é um país continental, há muitas variações dependendo da região. Confira as dicas que separamos:

  • Região Amazônica: os meses de seca são ideais para a pesca do tucunaré e do peixe-arapaima. Em geral este período vai de junho a setembro. As águas baixas da época de seca também facilitam na hora de localizar os peixes;
  • Região Sudeste: a pesca oceânica pode ser praticada o ano todo, mas a temporada de algumas espécies, como o robalo, pode variar ao longo do ano. Os meses de verão tendem a ser melhores para a pesca de marlin e atum. Para pescaria em água doce, do tucunaré, dourado, pintado e pacu, prefira os meses de primavera e verão;
  • Região Sul: a pesca de trutas é popular na região, especialmente nos meses mais frios, que vão de maio a setembro, quando as águas estão mais frias e as trutas mais ativas;
  • Nordeste: a pesca esportiva na costa nordestina pode ser praticada todo o ano. Para pescar xéreu e tarpon, prefira os meses de julho a dezembro, já o robalo pode ser pescado o ano todo e o tucunaré é melhor de setembro a março;
  • Centro-Oeste: a região do Pantanal é a mais famosa, especialmente para a pescaria de pacu e pintado. A estação de seca, que vai de abril a setembro, costuma ser a ideal.

Como saber se o dia está bom para pescar?

Além do calendário de pesca, é importante avaliar se o dia programado está, de fato, bom para pescar. Existem vários pontos capazes de influenciar como as condições meteorológicas, a temperatura da água, a maré e a própria experiência do pescador.

Veja as dicas que separamos.

Condições meteorológicas

Prefira pescar em dias com clima estável, pouco vento, céu limpo ou parcialmente nublado. Evite pescar em dias de chuva e tempestades, porque a condição pode afastar os peixes, além de ser mais perigoso. 

Temperatura da água

A maioria dos peixes são mais ativos em águas mais quentes. Então, os dias com temperatura elevada tendem a ser melhores. 

Além disso, algumas espécies são sensíveis às mudanças de temperatura. Muitas vezes, os peixes são mais ativos no início da manhã e no fim da tarde, quando a temperatura da água está mais amena.

Maré e correntes

Se você está planejando pescar no mar, as marés e correntes influenciam muito no comportamento dos peixes. As espécies predadoras são mais ativas durante a maré alta.

Conhecimento das espécies e experiência do pescador

Antes de planejar sua pescaria, pesquise sobre os hábitos alimentares das espécies que deseja pescar. Alguns podem ser mais ativos em determinados momentos do dia, como pela manhã ou à noite, ou em condições climáticas específicas (como em dias de calor intenso). 

A experiência dos pescadores também é muito valiosa. Se você está começando agora ou indo pescar em um lugar diferente pela primeira vez, converse com outros pescadores. Eles conhecem a região e os padrões dos peixes, oferecendo dicas importantes.

Como você viu, o calendário de pesca envolve o conhecimento sobre a Piracema e as regras da bacia hidrográfica onde você deseja pescar, além de um estudo das espécies, das luas e das melhores épocas do ano, de acordo com o comportamento dos peixes.

Além de um bom calendário de pesca, não se esqueça de escolher o barco certo. Conheça as opções da Oeste Marine e transforme sua pescaria!

Compartilhe
News relacionadas
Selecionados para você